Myst | #game

A introdução ao jogo que foi um dos maiores sucessos dos anos 90, já provoca apreensão aos mistérios que terão de ser decifrados ao longo do game. A narrativa de “Atrus”, membro da antiga civilização D’ni e um dos principais personagens do jogo, relata o início de uma série de revelações que serão desvendadas.

“I realized the moment I fell into the fissure that the book would not be destroyed as I had planned. It continued falling into that starry expanse which I had only a fleeting glimpse. […].I know my apprehensions might never be allayed, and so I close realizing that perhaps, the ending, has not yet been written.”

“Logo que cai na fenda, percebi que o livro não seria destruído como eu havia planejado. Ele continuou caindo naquela extensão estrelada que eu só tive um vislumbre passageiro. […]. Eu sei que minhas apreensões não podem ser ignoradas, e quando decido fechar, percebo que talvez, o final ainda não tenha sido escrito.”

Myst usado como abreviação para a palavra Mystery (Mistério) é uma série de jogos de aventura e parece ter o nome perfeito para o principal foco do jogo, a habilidade de desvendar os mistérios que compõem a estória do game e solucioná-los, buscando o caminho de volta. O nome dado ao jogo remete ao romance de Jules Verne, intitulado “The Mysterious Island” .

Criado pelos irmãos Rand e Robyn Miller e desenvolvido pela Cyan Worls (empresa também fundada pelos Miller), Myst conta a estória da civilização D’ni, que data sua chegada a Terra há mais de 10 mil anos. Descendentes de uma antiga raça que usava habilidades especiais para criar livros que serviam como portais a vários mundos, que eram chamados de Eras “Ages”, Anna (depois nomeada Ti’ana), Aitrus, Gehn, Atrus, Catherine, Sirrus e Achenar, são os principais personagens envolvidos no decorrer da estória. Tendo essas eras como plano de fundo, é preciso explorar o cenário ao redor e resolver os quebra-cabeças que aparecem ao longo do caminho para prosseguir.

O primeiro jogo da série foi lançado em 1993, inicialmente para plataforma Macintosh e desde então, mais quatro outros foram lançados, bem como: Riven: the sequel to Myst em 1997, Myst III: Exile em 2001, Myst VI: Revelation em 2004 e Myst V: End of Ages em 2005.

Para a época de lançamento do game e levando em consideração os recursos dos computadores, Myst trouxe uma nova realidade no mundo de jogos, deixando para trás jogos de movimentos simples, comandos limitados e sons que sempre se repetiam. Comprovado por testes que a música ajudava a criar um clima de imersão no jogo, ao invés de tirar a atenção do jogador, Robyn Miller compôs 40 minutos de música sintetizada para Myst. Mais tarde, a Virgin Records comprou os direitos autorais da trilha sonora e produziu as faixas, que foram lançadas em 1998.

Desde o lançamento de End of Ages, a série de jogos parecia estar estagnada, quando em Março de 2011, Myst recebeu uma versão para 3DS, atraindo novos fãs e dando aos já conhecidos do jogo, uma viagem de nostalgia no tempo. No entanto, se o futuro do Myst reside apenas em relançar um ou dois dos jogos para as novas plataformas, isso ainda é um mistério digno da franquia. Caso se interesse em baixar Myst, em uma versão demo para conhecê-lo melhor.

Boa exploração e Shorah!

Shorah: no idioma D’ni, significa paz

Advertisements